top of page
4931029.jpg

QUEM SÃO OS IRMÃO GÊMEOS SÃO COSME E SÃO DAMIÃO

Hoje vou falar sobre dois irmão gêmeos muito falado na igreja católica e que em alguns estados do Brasil é comemorado com festa e muitos doces para as crianças, estou falando de São Cosme e São Damião.


Vamos conhecer um pouquinho de São Cosme e São Damião!


SÃO COSME E SÃO DAMIÃO QUEM SÃO?


Cosme e Damião foram dois cristãos que viveram nos séculos III e IV d.C. e ficaram marcados na história do cristianismo.


Eventualmente se tornaram alvo de veneração e canonizados, fazendo deles santos.


Atualmente, são conhecidos como padroeiros dos médicos e dos farmacêuticos.


São Cosme e São Damião são irmãos gêmeos, médicos de profissão e santos na vocação da vida.


São Cosme e São Damião eram de uma família nobre e muito cristã, sendo que a devoção da mãe deles, Teódata, contribuiu abertamente para a religiosidade de todos os seus filhos e Cosme e Damião tinham outros irmãos.


Os verdadeiros nomes dos irmãos gêmeos eram Acto e Passio, e, na vida adulta, eles tornaram-se médicos que trabalhavam na Ásia Menor, região da Ásia que hoje corresponde à Turquia.


Foi a prática médica em forma de caridade dos irmãos que os tornou figuras veneradas.


Cosme e Damião curavam doentes por onde passavam e atribuíam os seus dons médicos a Deus.


Com a conversão, passaram a ser também missionários, ou seja, ao unirem a ciência à confiança no poder da oração, levavam para muitos a saúde do corpo e da alma.


Devido à profunda formação cristã que tiveram, os irmãos, vivendo num mundo paganizado, decidiram atrair as pessoas para Jesus Cristo através do exercício da medicina.


E faziam isso não de maneira impositiva ou constrangedora, mas, principalmente, através da caridade, do amor e da competência.

Além disso, eles não cobravam por seus serviços médicos.


Por esta razão espalhou-se a crença de que os dois gêmeos médicos não gostavam de dinheiro.


Na verdade, os dois eram grandes almas que sabiam dar ao dinheiro o seu devido lugar.


Eles queriam curar as pessoas no corpo e na alma, levando a elas também os ensinamentos e a salvação de Jesus Cristo.


Por este motivo, São Cosme e São Damião são os padroeiros dos médicos, das faculdades de medicina e dos farmacêuticos.


PERSEGUIÇÃO CONTRA SÃO COSME E SÃO DAMIÃO


Na mesma época em que eles trabalhavam e ensinavam em nome de Jesus, o imperador Diocleciano lançou uma grande perseguição contra os cristãos.


Devido à perseguição de Diocleciano (imperador), no ano 300 da Era Cristã, foram presos por serem considerados inimigos dos deuses romanos.


E o local onde eles viviam era dominado pelos romanos.


São Cosme e São Damião foram presos sob a acusação de feitiçaria e de espalharem uma seita proibida pelo imperador, quer odiava os cristãos porque eles desprezavam os deuses romanos e adoravam somente Jesus Cristo.


Cosme e Damião foram tirados violentamente do local onde atendiam os doentes e levados ao tribunal.


Os irmão foram acusados de feitiçaria, por curarem os doentes e de pregarem uma seita proibida.


Tendo em vista essa acusação, a resposta deles era sempre: Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo, e pelo seu poder. Ele é o Filho de Deus que veio a este mundo para salvar e para curar.


No tribunal, foi exigido deles que renunciassem à fé em Jesus Cristo e começassem a falar aos pacientes sobre os deuses romanos.


Eles se recusaram, não renunciaram aos princípios do Evangelho e os irmão foram torturados duramente.


Como Cosme e Damião não negaram a fé cristã, foram condenados à morte.


A tradição religiosa conta que eles sobreviveram a uma tentativa de afogamento, saíram ilesos de uma grande fogueira e também sobreviveram ao apedrejamento, à crucificação, além de não terem sido feridos por flechas lançadas contra eles.


E tudo foi preparado, então, para a execução da pena, mas os, irmãos gêmeos não morreram.


E os irmãos gêmeos Cosme e Damião não paravam de louvar a Deus por estarem sendo dignos de sofrerem por Jesus Cristo.


Os pacientes que eram atendidos por eles, que ainda não tinham se convertido, se converteram ao verem essas coisas e os soldados, sabendo disso, tomaram a decisão de afoga-los.


Mas os irmãos gêmeos São Cosme e São Damião foram salvos por anjos.


Por fim, eles teriam sido mortos quando as autoridades romanas decidiram decapitá-los, o que, provavelmente, pode ter acontecido em 303, embora não haja comprovação acerca disso.


DEVOÇÃO AOS IRMÃOS SÃO COME E SÃO DAMIÃO


Não sabemos exatamente quando se iniciou a veneração a Cosme e Damião, mas acredita-se que ela já acontecia pouco tempo depois da morte dos irmãos.


Sua consolidação aconteceu no século VI, e um dos responsáveis por isso foi Justiniano I, imperador bizantino.


Ele decidiu construir basílicas para os irmãos santos.


Isso aconteceu, supostamente, porque ele tinha sido curado de uma doença depois de receber uma intercessão no nome de Cosme e Damião.


Assim, ele construiu uma basílica em Cirro, cidade na Síria, onde os restos mortais dos médicos foram enterrados, e em Constantinopla, capital do Império Bizantino.


O papa da Igreja Católica Félix IV também decidiu construir uma basílica em homenagem aos irmãos, inaugurando-a no final do século V.


A inauguração teria acontecido em 27 de setembro de 500.


Esse papa teria contribuído para consolidar o culto a Cosme e Damião entre os católicos, espalhando-o por toda a Europa Ocidental.


CULTO AOS IRMÃO SÃO COSME E SÃO DAMIÃO NO BRASIL


O culto a São Cosme e São Damião chegou ao Brasil no século XVI, e atribui-se isso à presença portuguesa no território brasileiro.


Isso se evidencia pela construção da Igreja Matriz de São Cosme e São Damião, em Igarassu-Pernambuco, no ano de 1535.


Sabe-se, ainda, que a devoção a Cosme e Damião em Portugal se fortaleceu depois do século XI.


A veneração aos irmãos santos acontecia aqui no dia 27 de setembro, data que também era seguida em outros locais de influência católica.


No entanto, uma mudança no calendário litúrgico da Igreja foi feita em 1969, fazendo com que o Dia de São Cosme e Damião passasse a ser celebrado no 26 de setembro.


Essa mudança, apesar de oficial, não foi seguida por muitos devotos, que ainda celebram a data no dia 27.


O culto a Cosme e Damião passou por um forte sincretismo religioso no Brasil, sendo os dois santos também associados a religiões de matriz africana, como candomblé e Umbanda.


NA IGREJA CATÓLICA


São Cosme e São Damião jamais abandonaram a fé cristã, são considerados os padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.


ORAÇÃO A SÃO COSME E SÃO DAMIÃO


“São Cosme e Damião que, por amor a Deus e ao próximo, vos dedicastes à cura do corpo e da alma de vossos semelhantes.


Abençoai os médicos e farmacêuticos, medicai o meu corpo na doença e fortalecei a minha alma contra a superstição e todas as práticas do mal.

Que vossa inocência e simplicidade acompanhem e protejam todas as nossas crianças.


Que a alegria da consciência tranquila, que sempre vos acompanhou, repouse também em meu coração.


Que vossa proteção, São Cosme e Damião, conserve meu coração simples e sincero.


Senhor nosso Deus, que dissipais as trevas da ignorância com a luz de Cristo, vossa Palavra, fortalecei a fé em nossos corações, para que nenhuma tentação apague a chama acesa por vossa graça.


Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


São Cosme e São Damião, rogai por nós!


SÃO COSME E SÃO DAMIÃO SANTOS DEDICADOS À SALVAÇÃO

Na Igreja, muitos santos são estigmatizados pelo misticismo devido ao choque de culturas.


Nada contra outras culturas, mas é sempre muito bom lembrar a verdadeira origem dos fatos.


Muitos dos santos católicos são cultuados também no candomblé e em outras religiões, mas a história é bem diferente.


Na época da escravatura no Brasil, os escravos africanos criaram uma maneira criativa e inteligente de enganar os Senhores de Engenho.


Invocavam a seus deuses Orixá, Oxalá, Ogum com os nomes de São Sebastião, São Jorge e Jesus, e os negros bantos identificaram Cosme e Damião como os orixás Ibejis em um sincretismo religioso.

E fizeram o mesmo com outros santos também, como São Jorge, Santa Bárbara entre outros.


O sincretismo religioso é um fenômeno que consiste na absorção de influências de um sistema de crenças por outro.


Os negros bantos identificaram Cosme e Damião como os Ibejis: divindades gêmeas, sendo costumeiramente sincretizadas aos santos gêmeos católicos [Cosme e Damião].


A grande cerimônia dedicada a Ibeji acontece no dia 27 de setembro, quando comidas como caruru, vatapá, bolinhos, doces, balas (associadas às crianças) são oferecidas tanto a eles como aos frequentadores dos terreiros.


Por isso, há o costume de distribuir doces e comidas às crianças no dia 27 o qual também foi um costume introduzido pelo candomblé


Agora que já sabe mais sobre São Cosme e São Damião, esperamos que consiga se relacionar com eles de uma forma melhor.

Gostou do nosso artigo! Compartilhe com amigos que precisa saber....


Até o próximo post...


Fátima Moral


Me siga nas minhas outras redes sociais e fique por dentro de tudo...


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Terapia Orixás
bottom of page